Notícias

Destaque FÁBRICA LNG É DOS MAIORES INVESTIMENTOS NO SECTOR PETROLÍFERO ANGOLANO

FÁBRICA LNG É DOS MAIORES INVESTIMENTOS NO SECTOR PETROLÍFERO ANGOLANO

Publicado em: 23/01/2023

A Veneranda juíza Conselheira Presidente do Tribunal de Contas, Dra. Exalgina Gambôa, visitou a fábrica de Gás Natural Liquefeito, Angola LNG, no município do Soyo, Província do Zaire, que estima disponibilizar 5,2 milhões de Toneladas/ano deste produto, para o mercado nacional e mundial.

O projecto resulta de uma parceria entre as empresas Sonangol, Chevron, BP, Eni e Total, para aproveitar o gás resultante da exploração de petróleo em alto mar, que era queimado na atmosfera.   

O petróleo é um bem de domínio público, por isso, sob alçada do Tribunal de Contas que fiscaliza a gestão deste recurso e garante que as despesas realizadas no sector estejam de acordo com a Lei e que não há desperdícios, ao longo da sua realização.

O Órgão Supremo de fiscalização das finanças públicas assegura, também, que os contratos celebrados sejam vantajosos para o Estado, em defesa do interesse dos cidadãos, e garante que as produtoras declarem custos reais e não empolados. O valor que as empresas declaram, tem reflexo no que depois as empresas pagam, sob a forma de impostos.

A fábrica Angola LNG funciona desde 2013 e é um dos maiores investimentos no sector petrolífero em Angola.

De acordo as declarações do Director Executivo da fábrica, Amadeu Azevedo, este é o primeiro projecto do mundo que trabalha com gás associado e desde 2013, já investiu 500 milhões de Dólares em projectos sociais como hospitais, salas de aula, estações de captação e abastecimento de água potável para as populações da região.

A Juíza Presidente visitou na província do Zaire, outros empreendimentos estruturantes como o Ciclo Combinado do Soyo, de produção de energia eléctrica e a Base do Kwanda, de apoio logístico às empresas petrolíferas.